Dream Cast Fans 2015

Dream Cast Fans 2015

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

A Finalista - Vida de Kriss Ambers Cap 18

Oiee gente, agora neh o ano já começou e preciso correr para atualizar as publicações da Mari aqui no blog hehehehe então, espero que gostem! Já li e os capítulos que vou postar estão de arrasar ;)


Fanfic / Fanfiction de A Seleção - A Finalista - Capítulo 18 - Enfim, Nós

Estou no avião, rumo a Roses. Quando saí do palácio, Silvia me entregou um envelope azul-turquesa, sorrindo e dizendo: "Seu convite para o Baile de Primavera, Kriss. Esperamos a senhorita."
Abro o envelope e retiro o conhecido papel real. O convite diz que o baile será na semana que vem (mas já?!), que devemos ir em casais, que o tema da festa será a época regencial e que, portanto, devemos encontrar com nosso par somente dentro do baile, e não chegarmos juntos.
Gosto do tema, mas o convite me traz à lembrança Josh. Espero que ele não se sinta como uma opção de escape. Não, ele não é. Eu só precisei de tempo para perceber o quanto ele é importante para mim, o quanto eu o amo e não posso viver sem ele.
Adormeço lembrando de seu sorriso e de seu olhar arrasador.


Chego em Roses ao meio dia. Incrivelmente, não me sinto cansada. Na verdade, me sinto muito ansiosa para encontrar Josh. Meu pai me busca no aeroporto, vamos para casa e eu logo me arrumo para ir a casa de meu "amigo". Por enquanto só posso dizer que ele é isso. Mas somente por enquanto, eu espero. Realmente torço para que nada tenha mudado entre nós. Antes de ir para lá, decido ligar. A mãe de Josh atende o telefone.

-Alô.

-Oi, senhora Sullivan. É a Kriss.

-Olá, Kriss, querida! Pode me chamar de Victorie, eu já disse. -Diz, com um sorriso, posso perceber.

-Claro, senhora Victorie! O Josh está?

-Ah, querida! Ele foi almoçar fora. Estava com vontade de comer camarões. Creio que ele está no...

-No porto. No Roger's.

-Sim. -Ela ri. -Você o conhece bem.

Sorrio também. Sim, acho que conheço.

-Obrigada, senhora Sulli... Victorie. Vou para lá, encontrá-lo.

-Por nada, Kriss. Tchau!

-Tchau.

Empresto o carro de minha mãe e vou até o Roger's. Chego e logo entro. Avisto Josh, sentado à mesma mesa que usamos na última vez em que almoçamos aqui, porém há uma garota com ele. Eu acho que a conheço... Sim, claro. É Leonna, uma garota que Josh beijou no primeiro ano, por "indicação" minha.
Ela sorri maliciosamente, em pé e com o tronco abaixado em direção à mesa, se insinuando com o seu decote. Não posso negar: estou inundada de ciúmes. Ele não parece gostar da companhia, posso ver em seus movimentos, contidos e mecânicos. Como eu pude ser tão tola em imaginar que ninguém se aproximaria dele? Que ninguém se sentiria atraída por sua beleza?
Ando com passos firmes até a mesa.

-Olá, Josh! -Sorrio. Ele me olha com uma expressão de alívio.

-Oi, Kriss! Não sabia que você já tinha chegado! Sente-se.

Leonna me olha com olhos incisivos.

-Olá, Leonna. Quanto tempo. -Sorrio com o meu sorriso doce mais falso. Sento-me em uma cadeira à frente de Josh.

-Olá, Kriss. Tempo demais, não é? -Ela me diz, devolvendo o sorriso.

-Você mudou bastante.

-Creio que para melhor. Já você, mesmo depois da seleção... -Ela enfatiza a palavra. -...continua a mesma.

-E isso é ótimo. A Kriss é incrível. Eu odiaria se ela mudasse. -Josh intervém em nossa conversa.

-Claro. Até mais, Josh. -Leonna se afasta, contrariada.

Sorrio por dentro.

-Que bom que você chegou. Aquela garota é um carrapato!

-Josh eu...

-Você já almoçou? Peça alguma coisa.

-Não, obrigada. Josh eu... Eu me decidi. Precisei de tempo, mas me decidi. Eu preciso de você. Para sempre.

Ele sorri, surpreso.

-Kriss...

-Por favor... me beije.

Ele leva a sua cadeira para o meu lado, aproxima o seu rosto do meu e me beija. Me beija docemente, como se eu fosse uma jóia muito preciosa. É lógico, eu pedi, ele jamais negaria. Ele tem tantas opções... Por que eu? Eu levei tempo demais para tomar a minha decisão, agora a minha vida escoará por entre os meus dedos. Burra, muito burra eu fui.
Começo a chorar.

-Kriss, o que foi? -Josh pergunta assustado, parando de me beijar.

-Obrigada por ter me beijado. Eu sei que te fiz esperar por muito tempo e...

- Não me agradeça! Você acha que eu te beijei por pena?! Por compaixão?! -Ele replica, elevando muito o volume de sua voz, o que faz que todos no bistrô se virem para nos olhar. -Kriss, quando é que você vai entender... -Ele se levanta bruscamente, claramente aturdido. -Kriss eu... -As pessoas ainda estão voltadas para nós. -Ah, Kriss! -Josh exclama, saindo pelas portas duplas do restaurante.

Estou assustada e com os olhos arregalados. As pessoas começam a retornar os seus olhares para os seus pratos. Eu olho para a janela. Um desfile alegórico está passando. Claro. Com toda a minha ansiedade, havia me esquecido que hoje é o dia do aniversário de Roses. As ruas estão repletas de pessoas e... Ouço um estrondo na porta do Roger's. Olho e Josh está caminhando em minha direção.
Ele para ao lado de minha cadeira e com um braço me envolve e me levanta, me carregando para fora do restaurante. O múrmurio dos clientes é notório.

-Josh, o que é isso?! Me solte!

-Eu provarei que não te beijei por compaixão.

Ele me coloca na calçada. E diz, em alto e bom som:

-Kriss, eu sempre esperei por você. Eu te amo e para sempre irei te amar!

Josh me beija, mas dessa vez intensamente. Ouço aplausos... Muitos aplausos. Enfim, me sinto completa. Uma onda de felicidade me envolve. Sim! Isso é o verdadeiro amor!








CRÉDITOS: MARIANA REQUENA



Beijinhus......

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos são bem vindos para comentar e expressar sua opinião com respeito !

Beijinhusss...