Dream Cast Fans 2015

Dream Cast Fans 2015

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Mistérios de uma 3 - Vida de Ashley Cap 17

Olá Selectioners! Mais um capítulo , descupem a demora kkkk


Kendall havia mandado um recado para o meu quarto pedindo para nos encontrarmos hoje a tarde no jardim. Relutei um pouco em aceitar – já que ele havia me dispensado na noite passada, como sempre – mas decidi ir só pela curiosidade de saber se eu o havia afetado de alguma forma.
Cheguei ao jardim e Kendall estava sentado em um banquinho me esperando. Lindo, como de costume...


- Olá Ashley, você demorou... Achei que não viesse.


- E porque eu não viria? – Perguntei jogando um famoso “verde” .


- Ah... não sei, você foi tão impessoal na despedida ontem. – Comentou com uma cara de quem realmente não havia feito nada. “Santo”.


- Você me dispensou depois de nosso beijo ontem, achei que quisesse descansar. – Respondi no ato, não quis revelar que meu primeiro beijo havia sido com ele – Aliás, você sempre me dispensa todas as vezes em que ficamos juntos... Por acaso você não aprecia minha companhia?- Fui direta, queria saber o que estava havendo.


- Ouça Ash... Gosto de ficar com você... Não é esse o problema. – Tentou me explicar o príncipe.


- Bem, então me esclareça porque normalmente é a impressão que eu tenho.


- Eu estou muito atarefado com os afazeres de futuro Rei... É uma vida totalmente cheia de missões obrigacionais. Não se tem liberdade em ser Rei, sou escravo do que é melhor para o reino sempre... Quanto a mim, não posso escolher o que quero. – Disse Kendall com um ar totalmente dramático na voz.


- Está bem Ken, não quero parecer insensível perante sua situação mas... O que isso tudo tem haver comigo?


- Você será minha futura Rainha! Não sei se quero que você sofra todo o peso dessas 
responsabilidades reais Ashley.... Toda vez que estou com você é tão maravilhoso e agradável porém, quando penso que quanto mais me envolvo e gosto de você mas perto você estará de se tornar Rainha e ter de lhe dar com toda a pressão aristocrática. Não teremos tempo para nós... Só negócios. – Kendall parecia triste ao explicar.


- Calma Kendall, não é assim também. Você não me obrigou, eu quis vir e aceitar o convite do Rei voluntariamente e , claro que teremos tempo para nós não tenha dúvidas. Mas, preste atenção, se estou aqui e lhe jurei fidelidade é porque eu realmente estou disposta à te ajudar e fazer com que seu reinado seja ainda melhor que qualquer outro governo Drechsler anterior. Só não me evite... Principalmente depois de um beijo daqueles – Disse-lhe corando na mesma hora.


- Foi bom não foi? Deveríamos repetir mais vezes... – Disse Kendall entre risos e se aproximando perigosamente de mim. Eu não poderia beija-lo , precisava conhece-lo melhor.


- É ... Ken! Já que estamos aqui, vamos conversar. – Propus prontamente antes que a distância entre nós ficasse menor e a situação fugisse do meu controle.


- Conversar? – Disse Kendall com uma tremenda interrogação estampada em seu rosto. – Por que?


- Ora Ken, tenho a intensão de permanecer com você até o fim, quero saber tudo sobre você... Do que gosta, do que não gosta... Se você tem algum Hobbie ... Essas coisas sabe? Quero te conhecer melhor. – Estava com um sorriso bem simpático. Mas Kendall pareceu meio decepcionado com minha proposta.


- Ah... Ta bem... Hã... O que quer saber exatamente?


- Bom... O que você mais gosta de comer? – Perguntei, demonstrando um enorme interesse em sua resposta.


- Amo maçã. – Droga, eu odiava maçã... Talvez pudéssemos ter outra coisa em comum... Já sei!


- Gosta de ler? Você tem uma biblioteca bem grande, deve adorar ficar lá lendo. – Perguntei esperando uma resposta aceitável.


- Ler? – Disse entre gargalhadas – Acho que ficar numa biblioteca cheia de livros é uma grande perda de tempo... Já pedi para papai demolir aquela sala há séculos, mas ele nunca me escutou. Prefiro participar das festas da Elite Royal...


Como assim? Não gostar de ler tudo bem más querer acabar com uma relíquia literária, já é desrespeito... Eu estava horrorizada... “Meu futuro marido odeia o que amo, e adora o que eu odeio! Ainda por cima é baladeiro... Você se deu muito bem Ashley...” pensei comigo.


- Que festas são essas? – Perguntei, ainda meio chocada com as preferências do meu namorado.


- Todos os anos os outros príncipes de reinos aliados ao nosso organizam uma festa real... Este ano a festa vai acontecer mês que vem, você poderia ir comigo... Daria mais credibilidade ao nosso namoro perante os outros reinos...


- Ah Ken... Não sei... Não sou muito sociável, estar em um lugar cheio de pessoas que nem conheço... – Respondi meio receosa.


- Ah vamos gatinha, vai ser legal... Você vai poder conhecer meus amigos!- Tentou me convencer o príncipe. Não sei porque mas me chamar de “gatinha” soava meio falso...


- Não sei não...


- Bom, você tem até o final do mês para me dar uma resposta... Pense com carinho ok? – Disse ele beijando minha testa e saindo de fininho...


- Heey! Aonde você vai Ken? – Perguntei quase que gritando.


- Tenho uma reunião marcada para daqui a 5 minutos... Desculpe. – Disse notando minha decepção na forma em que me sentei de volta no banco. – Mas se quiser podemos jantar hoje à noite.


- Você não vai me dispensar como das outras vezes? – Perguntei.


- Ok então – disse entre risadinhas – te pego no seu quarto às oito, esteja pronta.


- Mas... Onde vamos? – Disse eu enquanto Kendall já se afastava.


- Às oito Ash! – Foram as últimas palavras do príncipe antes de sumir por completo da minha visão.



[...]




Coloquei um vestido azul marinho, quase preto, não era vulgar – Apenas leve para a noite de 25° que fazia na Inglaterra. – e fiz uma maquiagem elaborada e elegante. Depois de pronta, passei um perfume doce – mas não enjoativo – e causei meus saltos altos permanecendo em meu quarto esperando Kendall me buscar... Já eram quase oito e meia quando alguém bate a porta.


- Ashley! Sou eu, Kendall. – Ouvi a voz do príncipe e abri a porta.


- Vamos? – Perguntei.


- Com certeza, você está linda. – Comentou Ken me deixando um pouco encabulada com o elogio.


Andamos o palácio inteiro praticamente, até passarmos pela sala de esgrima e chegarmos aonde ele gostaria de me levar: Seu quarto. Eu sabia que Kendall não era santo e por isso estava com um pouco de receio sobre o que ele planejara para essa noite.


- Você pediu para que eu me arrumasse toda para vir para o seu quarto? – Perguntei fingindo indignação.


- Claro, gosto de te ver assim... Só pra mim. – Kendall estava com um sorriso malicioso ao me olhar.


- É... estou com fome. Qual é o jantar?


- Pedi para o chef preparar um pato assado para nós. Você gosta? – Perguntou-me Kendall. Sim, pato era um prato delicioso.


- Sim... – Disse com um sorriso amarelo, estava completamente sem graça naquela situação.
O jantar chegou, nós comemos normalmente mas Ken não tirava os olhos de mim, chegava até incomodar um pouco. E ao terminarmos Kendall tirou uma garrafa de vinho da adega próxima à seu quarto.


- Agora, precisamos brindar! Esta noite maravilhosa. – Propôs Ken.


- Eu... não sou acostumada a beber Ken. – Expliquei.


- Calma gatinha, é só meia taça... Você não conseguirá ficar bêbada com um pouco de vinho. É para brindarmos esse momento aqui com você.


- Está bem... – Cedi. Ele despejou o vinho contido na garrafa em minha taça, e ao que parecia, colocou bem mais que a metade da taça. Quando tomei metade, senti-me meio tonta... Enjoada... Ainda estava lúcida mas sentia que eu perdia o controle de alguns sentidos e movimentos de meu corpo. Kendall insistia para que eu tomasse mais, entretanto, quando vi que eu não possuía um organismo forte para álcool, não quis aceitar.


Kendall colocou uma música romântica e me tirou para dançar bem ali, no quarto dele. Lembro me de que não consegui dançar direito por causa do efeito do vinho... Cai no chão, ele me suspendeu começando a me beijar... Depois disso, literalmente apaguei e acordei em sua cama vestida somente com minha lingerie e meu vestido no chão. Kendall estava ao meu lado dormindo com um sorriso satisfeito e sem camisa. “Meu Deus! O que eu fiz noite passada? Será que eu já havia me entregado à um homem que eu conheço há menos de uma semana? E o pior, eu não o amava...”





CRÉDITOS: ROBERTA LOPES (eu)




Espero que tenham gostado...

Beijinhus....

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. KEEEEEEEEEEEEEEN FILHO DA MÃE
    NÃO ACREDITO! ELE REALMENTE NAO É UM MAXON DA VIDA
    AAAAAAAAAAAAAAH ODEIO ELE
    TADINHA DA ASH!

    ResponderExcluir

Todos são bem vindos para comentar e expressar sua opinião com respeito !

Beijinhusss...