Dream Cast Fans 2015

Dream Cast Fans 2015

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Mistérios de uma 3 - Vida de Ashley Cap 16

Olá amores! Olha eu aqui de novo!

(Dessa vez não fiz uma imagem, acho que um gif pra esse Cap seria mais apropriado)



Capítulo 16 - "My First Kiss"

- Acorda dorminhoca... – Despertou-me princesa Helena às sete da manhã.


- Helena.. Oi.. Já? Mas ainda são sete da manhã... – Disse-me sentando na cama, ainda meio sonolenta.


- Ah Ash, vamos levanta logo! Planejei um monte de coisas para fazermos hoje... – Helena estava muito empolgada, não sei se pra fazer todas aquelas atividades comigo ou se era porque seu odiado irmão não estaria na mansão hoje. Ah Ken... Eu já estava com saudades dele e só nos conhecíamos há um dia. Lembrei-me das hortênsias do misterioso K.D e quis tentar perguntar algo à Helena, afinal eles eram irmãos ela podia me dar alguma pista se soubesse de algo.


- Está bem Helena... E... Já que serei sua futura cunhada queria saber, seu irmão é do tipo romântico? 


– Perguntei curiosa afim de que ela me acendesse uma luz e me desse a certeza que eu precisava.


- Olha Ash, não gosto muito de falar do Kendall mas... Como é você que está me pedindo, ele pode ser muitas coisas mas romântico ele não é. Bom, que tipo de romantismo você está se referindo? – Agora, a curiosidade emanava dos olhos da princesa.


- Ah ... não sei... Do tipo que manda flores ou bilhetes românticos.... – Helena começou a gargalhar de minhas palavras.


- Ai Ashley, você é uma amorzinho de garota mas é melhor você conhecer meu irmão primeiro para poder tirar esses tipos de conclusões. – Disse entre risos a mim. Eu não liguei, como sempre. Me dirigi ao banheiro e me arrumei.


O dia com Helena foi bem longo... Tomamos café juntas, fomos ao centro da cidade onde compramos muitos vestidos e tiramos fotos nos principais pontos turísticos ingleses... Inglaterra era um país muito sofisticado, tanto na estrutura como na educação das pessoas. Em casa ela me mostrou mais alguns cômodos do palácio e foi lá, no mural real que decidi tocar no assunto.


- Helena.... Posso lhe fazer uma pergunta?


- Claro Ash.. O que foi?


- Porque você e o Kendall não se dão bem? – ela demorou para responder.


 – Tenho certeza que ele foi o responsável pelo sumiço do nosso irmãozinho Ashley... Papai começou buscas por toda a Inglaterra mas nunca conseguiu acha-lo, depois de cinco anos procurando o nosso irmão, desistimos e papai encerrou as buscas achando melhor dar ele como morto e tentar seguir em frente. Mas sei que ele está vivo Ash.... Em algum lugar. Eu sinto.


- Quantos anos ele tinha quando desapareceu? – Perguntei olhando para o espaço vazio da foto.


- Dez anos.... Um pobre e inocente garoto.


- Mas por quê você acha que Kendall tem a ver com o sumiço do irmão de vocês? – Indaguei curiosa. No momento em que Helena ia me responder uma mão cobri meus olhos por trás de mim.


- Advinha quem é? – Era a voz inconfundível do meu Príncipe....


- Oi Ken, já chegou? – Disse, ele ficou decepcionado por eu ter acertado tão rápido a quem pertencia as mãos e a voz.


- Com licença, preciso descansar... Nosso dia foi maravilhoso Ashley, precisamos fazer isso mais vezes! – Despediu-se Princesa Helena de mim com um abraço e saiu do salão sem sequer dar um mero tchau para Kendall que, por sua vez, pareceu não ligar para o desdém e nem para a presença de sua irmã. Enfim ficamos sozinhos de novo.


- Que estranho .... – Disse Kendall parando de repente para me admirar.


- O que lhe parece estranho?- Será que havia algo errado com meu cabelo ou minha roupa?


- Senti falta do seu rosto assim tão perto e só te conheço há um dia.... – Disse ele, um fato incrível porque eu também sentia a mesma coisa.


- Também senti sua falta Ken ... – Disse totalmente corada e sem saber o que fazer. Kendall parecia adorar quando eu ficava assim, envergonhada. Parecia um chamamento para que ele se aproximasse mais...


- Ken... Você não acha que estamos indo rápido demais? – Perguntei assustada quando ele chegou bem perto me envolvendo em seus braços. Eu nunca havia beijado ninguém... E se eu não gostasse ou me traumatizasse? E nós nem tínhamos conversado muito ultimamente, parecia que a atração corporal sempre falava mais alto quando estávamos juntos.


- Por quê? Tecnicamente você é minha namorada, e seria muito legal continuarmos o que paramos ontem no jardim... – Disse ele quase que em sussurros perto dos meus lábios.


- Não sei... Nós mal conver... samos... Você não acha que... - Eu estava tonta, não conseguia reagir ou me mover com sua mão afagando minhas bochechas e sua boca tão perto. Kendall viu que eu era incapaz de impedi-lo, aproveitando a oportunidade e me beijando.


Foi um beijo longo, intenso e impactante... Ele me beijava como se fôssemos nos despedir, como se fosse o último e nada pudesse impedir aquele momento. Sentia sua língua descobrindo minha boca com voracidade e no final do beijo, era mais lenta e suave se despedindo de meus lábios com um leve selinho me deixando sem ar.


- Ah... estou cansado, acabei de chegar da conferência. Nos falamos amanhã Ash? – Disse ele depois de nos beijarmos, sem nenhuma cerimônia cortando totalmente o clima.


- Ok, como quiser... – Respondi atordoada. Ele havia acabado de me dar o maior beijo e estava dispensando minha companhia assim, sem mais nem menos. Ele se aproximou afim de me dar outro beijo sem graça na testa, quando percebi me inclinei em uma saudação formal  e me retirei o mais rápido e educadamente possível. Não vi a expressão que ele fez ao me ver ir embora tão friamente como ele fizera segundos atrás depois de nosso beijo, mas com certeza ele esperava outra atitude de minha parte e não simplesmente ir embora.



Meu primeiro beijo com Kendall havia sido maravilhoso mas porquê ele sempre me dispensava depois disso? Será que ele não gosta dos nossos momentos juntos? Ou era só um joguinho para que eu pedisse mais beijos como aquele? O príncipe era um enigma total para mim... De agora em diante, estarei mais concentrada em conversar, saber de sua vida do que ceder aos seus excelentes beijos e carícias para depois ser mandada para o quarto sem nenhum retorno emocional... Seria difícil mas, era uma tática que eu precisava tentar.


Comente com o Facebook:

3 comentários:

Todos são bem vindos para comentar e expressar sua opinião com respeito !

Beijinhusss...