Dream Cast Fans 2015

Dream Cast Fans 2015

sábado, 15 de novembro de 2014

Mistérios de uma 3 - Vida de Ashley Cap 05

Olá selectioners!

Sim, estou muito ansiosa fazendo essa fanfic então vou liberar ja o capítulo 5 ok? Acho que as coisas vão começar a ficar bem interessantes agora. Esse é meu primeiro capítulo preferido.





- Senhorita Broullete! Acorde, já está na hora.... – Tereza interrompe meu sono pontualmente às 06:00 da manhã para que eu não me atrasasse para a despedida de minha província.


- Está bem Tereza, obrigada! Já estou indo... – Disse-lhe com a voz meio longe e ainda me sentindo sonolenta.


- Seu banho já está preparado, creio que a senhorita vai preferir se despedir de sua banheira hoje. – Avisou-me minha criada dando um sorriso.


Tomei coragem e saí da minha cama quentinha. A província de Allens ficava ao norte, logo não fazia tanto frio mas as manhãs eram um pouquinho geladas. Fui ao banheiro me despindo rapidamente para não sentir tanto frio e fui para a banheira – A água estava ótima, nem muito quente e nem fria demais – estava aproveitando meus últimos momentos em casa. Não demorei, saí em 10 minutos . Vesti o uniforme das selecionadas: Calça preta e blusa branca. Coloquei uma Rosa suavemente nos cabelos, a flor da minha província. Quando desci as escadas, Tereza já havia dado minhas malas ao motorista.

Ao sair de casa, tentei manter a pose como sempre.... Milhares de fotógrafos em todos os lugares e habitantes de Allens de todas as castas. Os 3 me admiravam com certo orgulho estampado – Senti-me gratificada – por outro lado, as pessoas de castas inferiores não me olhavam, e quando o faziam me encaravam com certo repúdio como se eu não pudesse compreende-los de alguma forma. “Qual é o problema desse povo?” perguntava a mim mesma tentando entender o motivo do desdém que seus olhares me transmitiam.
-

 Ashley Broullette , filha de Amélia e James C. Broullette! Nossa mais preciosa jóia de Allens! – Pronunciou o prefeito. Todos aplaudiram, querendo ou não...

Me despedi de mamãe que estava com cara de choro mas jamais choraria efetivamente na frente das câmeras. Ela simplesmente me abraçou e disse um “Eu te amo Ash!” bem reservado. Tereza por outro lado me abraçou de forma fraternal e intensa! Me assustei pois não esperava uma demonstração de afeto tão pública e eminente quanto aquela. Sorri sem graça. Senti falta de papai... Nem pude abraça-lo para me despedir.

Entrei no carro e senti uma pontada de saudades no coração ao ver uma lágrima escorrer dos olhos de mamãe.


- Oi! Muito prazer ! – Me cumprimentou uma selecionada que estava no mesmo carro que eu. – Provavelmente ela também era de alguma província do norte - Curiosamente só notei sua presença com a saudação espantosamente animada que me deu.


- Olá... – Respondi meio perdida com tanta simpatia.


- Sou Marlee Tames de Kent! Sou quatro... – Se apresentou me abraçando repentinamente. Fiquei meio sem graça com o abraço mas aceitei. Não quis passar a primeira impressão de ser chata.


- Bem ... Sou Ashley Broullette, sou três.


- É eu sei! Estou tão ansiosa para a Seleção que decorei o nome e a casta de todas as selecionadas acredita? – Disse entre risos.


- Puxa vida! Que legal .... – Não queria ser grossa, mas eu não costumava conversar muito... Principalmente com quem eu não conhecia. Marlee era legal, tentava puxar assunto comigo a viagem inteira. Ela era uma linda moça, bem delicada... Também era loira mas de um tom bem mais escuro que o meu e seus olhos eram de um tom castanho lindo, devo admitir. Era engraçado... Marlee não me ameaçava na competição, embora fosse fissurada por palácios, vestidos e claro... Conhecer o famoso príncipe Maxon e se apaixonar perdidamente por ele. Ela era dotada de certa inocência e vivia num conto de fadas o qual ela fazia questão de fantasiar somente ela e o príncipe, sempre se esquecendo das outras 34 garotas que fariam de tudo para ganhar, seja qual for o motivo de cada uma.


- O Príncipe Maxon deve ser maravilhoso, você não acha? Estou doida para vê-lo pessoalmente... Se pelas câmeras ele já é lindo, imagine ao vivo? – Comentou Marlee tão  entusiasmada e envolvida em seus pensamentos que me fez rir muito ao sairmos juntas entrando no aeroporto.

Ao abrirmos a porta rindo dos comentários de Marlee, uma garota se aproximou exalando amizade.  Ela se apresentou prontamente como America, estendo a mão para cumprimentar Marlee que claro, deprezou o cumprimento impessoal da garota, partindo logo para um abraço. Típico de Marlee... E claro além de se apresentar também apresentou-me:


- Meu nome é Marlee e o dela é Ashley!

Fiz um aceno simpático e sorri para America. Já havia esgotado todos os meus assuntos com Marlee que os discutia quase como um monólogo, já que eu não me pronunciava muito. America era ruiva e sua pele era tão branca quanto a minha.... Tinha olhos azuis e pelo seu aspecto um pouco desnutrido, notei que era de alguma casta inferior. Era uma garota aparentemente delicada entretanto, America demonstrava ser forte em algum aspecto, o que era um contraste de personalidade se compara-la com a fragilidade de Marlee.

As duas – Marlee e America – pareciam se dar muito bem. Começaram a conversar sobre o que mais gostavam de fazer.... Foi aí que America se manifestou dizendo que amava tocar seu violino. Ela era uma cinco! “Com certeza ela precisa ficar no palácio bem mais do que eu” pensei. Como “fazer um social” nunca foi meu forte, apenas prestava atenção na conversa e soltava uma risadinha as vezes – normalmente quando elas falavam sobre os atores de filmes que mais achavam atraentes – e, claro... Tudo que me perguntavam eu respondia educadamente, nas minhas aulas de etiqueta aprendi a jamais ser rude. A animação das minhas “amigas” e – devo dizer – minha também, foi interrompida por batidas de salto alto no chão.

Eram os saltos de outra selecionada. Era morena – não chegava a ser negra – e tinha os cabelos negros além de estar de óculos escuros e com um batom vermelho – particularmente achei exagero se maquiar daquele jeito. – Celeste Newsome de Clermont, onde papai estava a trabalho. Uma dois, isso explicava a arrogância de seus passos fortes em nossa direção. Tinha um corpo escultural, bem do tipo artista... Porém, ela não era só um “rostinho bonito”, havia uma presença marcante em seu andar e, foco no que queria. Toda essa segurança de Celeste me intimidou, eu nunca havia conhecido ninguém como ela... Falei em um tom de voz baixinho “Ah não!” que deu para America escutar... Aliás, ela foi a única que não se sentiu intimidada por Celeste de fato. America era um mistério, parecia que ao contrário das outras, não estava participando da Seleção pelo príncipe e, em minha opinião, nem pelo dinheiro.... Parecia querer esquecer algo.

Marlee como sempre, tentou ser legal com Celeste deixando escapar um “Olá”. Mas a petulante dois simplesmente a encarou de alto a baixo e perguntou que momento nós iríamos partir. A única que teve coragem de responde-la foi America, sem demonstrar nenhum tipo de reclusão pela intimidação. Após todo aquele clima hostil que Celeste causou, um homem foi mandado para certificar a presença de nós quatro e nos guiar até o avião que nos levaria para Illéa.


Eu realmente havia simpatizado com Marlee.... America era um mistério pra mim, mas não parecia ser do tipo falsa, porém, com Celeste a bordo, seria um longo voo.






CRÉDITOS : ROBERTA LOPES (eu)



Espero que tenham gostado da reação da Ash... Ah sim as atrizes que eu usei e a flor da província de cada colocada na imagem , que acabou virando um Dream Cast :

- Ashley Broullette por Sara Paxton (Rosa vermelha)
- Marlee Tames por Diana Agron (Tulipa lilás)
- America Singer por #Eternamente Audrey Hollister (Lírio) 
 - Celeste Newsome por Vanessa Hudgens (me julguem imagino a Celeste morena de pele e cabelo) (Margarida tingida de vermelha)




Beijinhus....





Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos são bem vindos para comentar e expressar sua opinião com respeito !

Beijinhusss...