Dream Cast Fans 2015

Dream Cast Fans 2015

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

A Finalista - Vida de Kriss Cap 14

Olá Selectioners!

Saiu mais um capítulo da nossa fanfic preferida A Finalista ! o/// Bora ler:

Social Spirit pra quem preferir clique AQUI .


Fanfic / Fanfiction de A Seleção - A Finalista - Capítulo 14 - Sábias Palavras

Estou molhada. A emoção era tamanha que eu nem havia percebido a chuva, até que me encontrei no aconchego de minha sala de estar. Josh também deve estar molhado. Tiro os sapatos para não espalhar água pela casa, afinal não quero dar trabalho para Molly. Caminho até o meu quarto. Meus pais provavelmente estão no escritório. Coloco meu vestido no cesto de roupas sujas do banheiro, ligo o chuveiro e entro em baixo dele. A água está morna, deliciosa e esquenta o meu corpo gelado pela chuva, porém para mim parece mais um banho de água fria. Óh, céus! Aonde estava o meu juízo quando deixei Josh me beijar, me tocar?! Aonde estava com cabeça quando retribui as suas ardentes carícias?! Óh, céus! Óh, céus! Óh, Maxon! Sinto meu corpo tremer. Não é resultado do frio ou da mudança repentina de temperatura. Não, isso é resultado do meu nervosismo. Desligo o chuveiro. Me enrolo em uma toalha com tecido fofo. Caminho em direção ao meu quarto. Por que tem que ser assim? Por que comigo? Por que não posso ser como as pessoas normais que superam a perda de alguém e se apaixonam novamente? Sinto lágrimas escorregarem pela minha face. Novamente choro. De uns tempos para cá virei uma melancólica. Droga! Encosto as minhas costas na parede, bem próximo a porta. Ainda estou de toalha. Escorrego meu corpo até me sentar no chão. Abraço minhas pernas, levo meu rosto até os joelhos e choro. Choro com todas as minhas forças. Eu quero me libertar do meu passado, mas sinceramente eu não consigo. Sinto uma dor inexplicável, uma dor na alma.

-Kriss? -É Molly no corredor. Não respondo. Havia me esquecido que hoje é o dia de seu plantão. O que menos desejo agora é que Molly me veja nesta situação: desesperada, chorando, somente de toalha e sentada no chão. Isso é humilhante!

-Kriss? -Diz uma segunda vez. Novamente não respondo. Molly abre a porta cautelosamente. Olha para a direita e logo olha para a esquerda, então me vê. Abaixa-se à minha frente rapidamente.

 -Kriss! Florzinha, o que houve? -Pergunta em voz baixa, mas com olhos desesperados. Somente choro. Choro ainda mais. Molly maternalmente envolve os seus braços ao meu redor, em um abraço. Ela me deixa chorar em seu ombro. As lágrimas escorrem copiosamente durante um bom tempo, até que eu consigo me controlar e elas diminuem sua intensidade. Molly se afasta de mim e olha em meus olhos.

-Agora me diga sinceramente: o que está acontecendo? - Chega de guardar todo esse tsunami somente para mim. Conto tudo para Molly. Conto sobre minha devoção a Maxon, sobre como não consigo abandonar meu passado, sobre como me sinto maravilhosamente bem quando estou com Josh, mas que quando me afasto dele tenho dúvidas sobre os meus reais sentimentos. Ela me escuta atentamente até que eu termino de desabafar.

 -Querida, sei que tudo isso parece complicado agora, mas sei que você vai naturalmente achar uma solução para isso. Eu não posso te dizer que não é correto continuar amando o rei Maxon, mas posso te dizer que não é correto lutar por esse amor. Ele é um homem casado e ama a sua esposa. Não é justo que você, de forma alguma, abale esse amor. Também não posso lhe dizer que o correto é se entregar aos seus sentimentos por Josh, mas posso lhe dizer que não é justo que você o use e o engane. Se você não pode amá-lo, não o iluda. Kriss, minha flor... -Molly levanta o meu rosto segurando o meu queixo.

-Não adianta se render aos medos, dúvidas e maus sentimentos. Não adianta se entregar ao papel de vítima. Você é mais forte do que tudo isso. Venha, levante-se. -Ela toma as minhas mãos e me puxa para cima. Toca o meu rosto, enxugando as últimas lágrimas. -Seja forte para fazer a sua escolha e lembre-se: o amor verdadeiro só acontece uma vez na vida, então não deixe de vivê-lo. Aceno positivamente, mas o movimento é involuntário. Como tanta sabedoria pode caber em uma única senhora?! -Tome. -Diz me estendendo a mão com um envelope.

-Isso chegou para você hoje. Pego o envelope e Molly sai, fechando a porta. O papel é de boa qualidade, texturizado e grosso. Eu conheço esse papel. É um papel do palácio. Um papel enviado pelo rei e rainha. Abro o envelope.








CRÉDITOS : MARIANA REQUENA




Espero que tenham gostado gentee :)



Beijinhus.....

Comente com o Facebook:

Um comentário:

Todos são bem vindos para comentar e expressar sua opinião com respeito !

Beijinhusss...